E quando voltamos a ser crianças novamente?

E quando ficamos dependentes de terceiros?

A velhice é um dos temas mais recorrentes na literatura mundial e a passagem do tempo – veículo de sua consecução – motivo de páginas antológicas de lírica tristeza e é constante a dúvida: uma lar para a terceira idade onde possivelmente, terá todos os cuidados ou, o seu próprio lar. Que pesará mais? Os cuidados emergentes ou ficar no seu ambiente, junto da família, dos seus objetos pessoais, dos seus animais…

O fator económico não será muito influenciador da decisão uma vez que ambos são serviços de custo elevado. Assim, resta-nos avaliar a situação em particular.

Sem recurso à literatura, e analisando apenas com o coração… onde você preferiria ficar? Julgo que a resposta é célere mas deixo-o com essa reflexão até à próxima semana. Reflita e “Não faças aos outros…”